A Actifry

Actifry

inovação, nutrição e cozinha gourmet

Incrível, uma fritadeira que permite fazer 1,5 kg de batatas fritas com apenas uma colher de óleo! Vários meses antes do lançamento da Actifry (em fins de 2006 em França e na Bélgica), a informação já circulava na internet, nos meios de nutricionistas e profissionais de saúde, em programas, entre os jornalistas... Habilmente orquestrada por equipas do Marketing do Grupo SEB, o burburinho cresceu e criou uma forte procura por um produto altamente inovador, porta-bandeira da gama Nutrição Gourmet. Esta série nasceu de uma simples constatação: face ao aumento dos problemas cardiovasculares e relacionados com o excesso de peso, os consumidores estão conscientes da importância de uma dieta saudável, mas não pretendem sacrificar o prazer da boa mesa nem lançar-se em cozinhados complicados. Daí a ideia de propor produtos que associem as componentes de saúde, espírito prático e prazer. Uma verdadeira inovação revolucionária, a Actifry responde a esse triplo objetivo: permite fazer 1,5 kg de batatas fritas com 1 colher de óleo, mas também confecionar uma grande variedade de outros pratos, com a ajuda do seu livro de receitas.

O sucesso da Actifry - feita em França - é já mundial: 3 milhões de unidades vendidas em três anos, uma penetração internacional que continua, distinções em muitos países, aval de médicos, nutricionistas, cozinheiros... a Actifry tornou-se mesmo num caso de estudo clássico, citado em publicações de gestão da inovação, porque combina a inovação tecnológica – 10 anos de pesquisa em parceria com universidades, 4 patentes – com a inovação em marketing. Esta reflete-se tanto na abordagem de comunicação viral – o famoso burburinho – como num processo que se baseia no produto para propor uma variedade de serviços. Foi assim que no outono de 2010 foi desenvolvida uma aplicação para iPhones / Smartphones, que permite, por exemplo, que se escolha uma receita, surgindo simultaneamente a lista de compras correspondente.

E isto é apenas o começo...

Descubra mais